MMA, UFC, opinião, notícias, artes marciais, vídeos, lutas e fotos

Cigano nocauteia Mir e mantem cinturão dos pesados

O brasileiro Junior Cigano teve duas vezes a oportunidade de vencer o homem que sobrepujou seu mestre e mentor Rodrigo Minotauro. Na primeira, ele venceu Cain Velásquez, que havia batido seu mestre e amigo por nocaute, e conquistado o cinturão dos pesos pesados do UFC. Na segunda, esta noite, a missão era duplamente difícil: manter o cinturão e devolver aFrank Mir as duas derrotas impostas a seu mentor – um nocaute e uma finalização. E Cigano, mais uma vez, fez o que se esperava dele. Com um direto uma sequência de golpes, ele derrotou Mir por nocaute aos 3m04s do segundo round no MGM Grand, em Las Vegas, defendendo pela primeira vez o seu título e, mais importante, honrando seu mestre diante de seu algoz justamente no Memorial Day, o feriado americano dedicado à lembrança dos soldados do país mortos em combate.

– Eu me sinto sensacional. É uma sensação maravilhosa. Minotauro é um tremendo lutador, e Mir é um ótimo lutador. Essa luta é entre eles. Eu vim aqui para defender o meu título, e fiz isso. Me surpreendeu o quanto ele consegue aguentar. Quero agradecer à galera de Salvador e de Caçador! Também quero agradecer ao meu amigo Breno, que veio aqui comigo. Essas pessoas passam por tantas dificuldades que merecem ter um momento de alegria – disse Cigano antes de levantar o menino nos ombros no centro do octógono.

Com a vitória, Junior Cigano se torna o primeiro peso pesado do UFC a defender seu cinturão desde Brock Lesnar, que manteve o título no UFC 116 contra Shane Carwin após conquistá-lo diante do mesmo Frank Mir, no UFC 100. Além disso, Cigano mantém o Brasil como o país com o maior número de cinturões do UFC – três – ao lado dos EUA (o Canadá possui um) e, de quebra, impediu que Mir conquistasse o título dos pesados do UFC pela terceira vez, igualando-se à lenda Randy Couture, o único a conseguir o feito.

– Ele é o campeão, ele é rápido e não consegui sair do seu raio de alcance. Foram muitos golpes, e eu não pude fazer nada. Ele é muito perigoso. Seria muito difícil derrubá-lo, e mesmo que eu não quisesse a luta em pé, não tive como evitar que acontecesse – disse Frank Mir

A luta

O combate começou com Mir tentando, sem sucesso, levar Cigano para o chão. O brasileiro aplicou alguns jabs, acertando o rosto do americano, mas sem muita potência. Cigano manteve a variação de golpes entre corpo e rosto, impedindo Mir de saber onde seria feito o ataque seguinte. A cerca de 15 segundos do fim do primeiro round, Cigano acertou um bom direto de direita, que abalou o americano. O campeão aproveitou e desferiu uma boa sequência de golpes, mas Mir resistiu ao castigo até o fim do round.

No fim do intervalo entre os rounds, Cigano comemorou ao ser mostrado pelo telão antes do reinício da luta.

O segundo round começou de forma semelhante ao primeiro, mas com Cigano mais confiante e aplicando golpes certeiros. Mir chegou a cair no chão, esperando que Cigano fosse para lá para tentar golpeá-lo, mas o brasileiro o deixou levantar para recomeçar a luta em pé. Mantendo seu plano de luta, o campeão acertou mais dois golpes fortes no americano, que caiu novamente e, desta vez, foi castigado pelo brasileiro. Mesmo tentando agarrar o braço do brasileiro, Mir já mostrava estar praticamente fora da luta. Com mais dois golpes com Mir caído, Cigano obrigou Herb Dean a encerrar o combate, decretando o nocaute técnico de Frank Mir, e a manutenção do cinturão para o brasileiro.

Confira todos os resultados do UFC 146:

Junior Cigano venceu Frank Mir por nocaute técnico aos 3m04s do segundo round
Cain Velásquez venceu Antônio Pezão por nocaute técnico aos 3m36s do primeiro round
Roy Nelson venceu Dave Herman por nocaute aos 51s do primeiro round
Stipe Miocic venceu Shane del Rosario por nocaute técnico aos 3m14s do segundo round
Stefan Struve venceu Lavar Johnson por finalização a 1m05s do primeiro round
Darren Elkins venceu Diego Brandão por decisão unânime dos juízes
Jamie Varner venceu Edson Barboza por nocaute técnico aos 3m23s do primeiro round
C.B. Dollaway venceu Jason “Mayhem” Miller por decisão unânime dos juízes
Dan Hardy venceu Duane Ludwig por nocaute aos 3m51s do primeiro round
Paul Sass venceu Jacob Volkmann por finalização a 1m54s do primeiro round
Glover Teixeira venceu Kyle Kingsbury por finalização a 1m53s do primeiro round
Mike Brown venceu Daniel Pineda por decisão unânime dos juízes

(Fonte: sportv.globo.com )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s