MMA, UFC, opinião, notícias, artes marciais, vídeos, lutas e fotos

Daniel Sarafian vence Renée Forte no TUF Brasil

Depois da disputa entre os pesos-penas, com vitória de Godofredo Pepey sobre Wagner Galeto, o TUF Brasil teve neste domingo a estreia dos combates envolvendo os médios. E assim como aconteceu na outra categoria, o time de Vitor Belfort levou a melhor: Daniel Sarafianvenceu Renée Forte por finalização (mata-leão) no segundo round e garantiu sua vaga nas semifinais. No próximo domingo, um novo duelo entre penas vai decidir mais um classificado.

A derrota de Renée Forte não repercutiu bem no time azul, que criticou a postura do lutador no combate contra Sarafian. O próprio cearense reconheceu que lutou mal, mas apresentou uma lesão no pé como justificativa para o baixo rendimento. Do lado da equipe verde, comemoração contida e concentração máxima para o próximo desafio.

O episódio

Com a vitória de Godofredo Pepey na semana passada, Vitor Belfort continuou com a opção de escolher quem são os dois lutadores que se enfrentam na luta seguinte.

– A gente esperava assumir o controle, mas na verdade não tem o que escolher. Quem está ali tem que ter a capacidade de lutar contra qualquer um – disse Wanderlei Silva.

Vitor Belfort então reuniu a equipe verde para conversar com os seus comandados sobre o assunto. Enquanto no time de Wanderlei Silva a maioria acha que os escolhidos serão Cezar Mutante e Leonardo Macarrão, Belfort começou a observar Daniel Sarafian como boa opção.

Sarafian é questionado sobre ser o próximo a lutar e se mostrou apto a ir para o octógono.

– Quero lutar, estou bem, estou inteiro. Quero aproveitar o momento – disse Sarafian.

Os integrantes do time de Vitor Belfort consideraram que o adversário que casa melhor para a luta é Renée Forte. Sarafian concordou:

– Acho que é um cara que não tem nada demais. Ele pontua e amarra – analisou o paulista.

É hora de as duas equipes se reunirem para o anúncio da próxima luta. Vitor Belfort, então, anunciou o duelo entre Daniel Sarafian e Renée Forte.

Casa dividida?

De volta à casa, todos os 16 integrantes se reuniram na sala da casa. Delson Pé de Chumbo pediu a palavra e cobrou mais concentração dos lutadores nos treinos e no jogo como um todo. O fluminense também deu a ideia de os quartos serem separados de acordo com a divisão das equipes, algo que dividiu a opinião entre os atletas.

O time verde se mostrou descontraído após a primeira vitória e tocou pagode. Sarafian participou e era só sorrisos, enquanto Forte parecia tenso. Apesar disso, o lutador do time azul mostrou confiança e acusou o adversário de estar nervoso.

– Meu adversário é bom, mas eu avalio que ele tem o psicológico meio abalado, está sempre meio preocupado. Por mim, ele tem que estar mesmo. Depois que bater o peso, vai ser só porrada. Para mim, é só baixar três quilinhos, é mole – proclamou Renée.

No Centro de Treinamento, o time de Wanderlei foi o primeiro a treinar. Renato “Babalu” Sobral, um dos treinadores, demonstrou técnicas para escapar do estrangulamento. Os companheiros de Forte gostaram de seu desempenho.

– Não se iluda pela cara do Renée, achando que ele é fraco no time. Ele vem me surpreendendo nos treinos – confiou o peso-pena Rony Jason.

No treino do time verde, Belfort declarou que Sarafian já está pronto para lutar no UFC. Seus companheiros também demonstraram muita confiança no peso-médio, especialmente em sua técnica de ground and pound.

Mais tarde, hora da pesagem – ambos devem marcar, no máximo, 84,4kg, limite do peso-médio. Renée Forte pesou 84kg, enquanto Sarafian ficou com 84,25kg. Wanderlei mostrou empolgação com o confronto.

– Acho que é uma das lutas mais emocionantes que vamos ter nesse programa – disse o ex-campeão do Pride.

Racha no time Belfort

Na volta para casa, Sarafian pediu para Gasparzinho, o lutador mais falante e brincalhão da casa, tentar não fazer muito barulho até tarde na noite da luta, pois ele precisava descansar. O peso-pena desconversou, dizendo que vai seguir provocando os lutadores da equipe adversária. Rodrigo Damm, companheiro dos dois no time verde, discordou da atitude do potiguar.

– Gaspar, brincar é uma coisa. Faltar com o respeito é outra coisa, completamente diferente! – disse Damm.

Os dois tiveram uma pequena discussão na van sobre o assunto. Depois, em depoimento solitário, Gasparzinho reclamou da “rabugice” do colega.

– Rodrigo Damm é o mau humorado da casa. Se eu estou brincando com o outro, não tem nada a ver contigo. É o meu jeito, quer que eu mude e fique marrento com todo mundo na casa? – argumentou.

Gasparzinho manteve o seu estilo de brincar muito na casa, principalmente com Vina e Serginho. Este último devolveu as brincadeiras dando “chicotadas” no colega. Mais tarde, Gasparzinho e Wolverine correram nus e ensaboados pela casa. Por fim, ele cantou até ser repreendido por Serginho para tomar cuidado com o sono dos outros atletas, que já estavam dormindo.

– O Gasparzinho é um cara brincalhão, é o jeito dele. Ele é assim mesmo, e temos que conviver com isso – disse Serginho.

Na véspera da luta, Renée Forte e Daniel Sarafian fizeram relaxamento muscular para se preparar para o combate. Wolverine conversou com seu colega de equipe para tranquilizá-lo.

– Agora é a hora de sentir aquela fome de vencer – disse Wolverine.

No dia da luta, os dois lutadores acordaram dispostos para o combate.

– Eu estou pronto há muito tempo. Mas claro que tenho medo, os melhores do mundo têm também.

Já Renée Forte disse tirar motivação do seu nome para encarar o combate.

– Eu sou forte, como meu nome diz, e vou para cima dele.

No ônibus, a equipe de Wanderlei Silva cantava uma paródia da música-tema do filme “Tropa de Elite”, para descontrair o ambiente:

– Dá soco joelhada, coisa que o Verde não faz / Time azul, qual é a sua missão? / Entrar no cage e deixar corpo no chão!

Cigano faz visita surpresa aos lutadores

Já na casa, momentos antes do combate, o campeão dos pesos-pesados do UFC, Junior Cigano, fez uma visita surpresa à casa. A primeira equipe a recebê-lo foi a de Wanderlei Silva, e Cigano deu atenção especial a Renée Forte.

– Com certeza a visita dele foi muito prazerosa e motivadora, porque ele é muito admirado no Brasil – disse John Macapá.

Em seguida, Cigano visitou a equipe verde, de Vitor Belfort, e cumprimentou Daniel Sarafian, que não escondeu o olhar de admiração para o campeão.

– Já fui treinador nos EUA, e acho que eles escolheram muito bem. Vitor e Wanderlei têm muito a oferecer a esses lutadores, porque são experientes e competentes.

Na hora da luta, antes de ir para o octógono, Vitor Belfort pediu aos seus lutadores uma oração para seu lutador. Na equipe de Wanderlei Silva, os lutadores cantavam novamente a música-tema do filme “Tropa de Elite” para motivar Renée Forte.

O primeiro a subir no octógono foi Renée Forte, sendo seguido por Daniel Sarafian.

A luta

A luta começou com um chute baixo forte de Daniel Sarafian. Mas logo Renée Forte buscou o clinch, deixando o rival de costas para as grades. O paulista se livrou da posição ruim e derrubou o cearense. Sarafian caiu na meia-guarda, mas teve dificuldades para estabilizar a posição. Renée saiu de baixo e de novo deixou Sarafian de costas para a grade. Daniel foi para o último minuto mais inteiro e conseguiu mais um bom chute baixo e um forte jab. Nos segundos finais, conseguiu mais uma queda.

Forte começou o segundo round com ataques hesitantes, e Sarafian respondeu com um bom contragolpe de esquerda. Aos poucos, o lutador do time verde ganhou o centro do ringue, acertou dois fortes chutes e colocou Forte para o chão. O cearense se levantou, mas logo levou uma joelhada no rosto e foi novamente colocado para baixo. Seguindo as instruções de seus córneres, o paulista travou a cabeça de Forte, que tentou escapar e acabou dando as costas. Nisso, Sarafian encaixou um mata-leão e forçou o adversário a bater em desistência. Cigano o elogiou.

– O Sarafian se mostrou melhor logo no início do segundo round, deu uns bons jabs, que é uma coisa que eu gosto muito de fazer e de ver. Num movimento muito bonito que o Daniel fez, passou para as costas e acabou finalizando com o mata-leão. Se fosse evento do UFC, ele com certeza teria ganho a finalização da noite – disse o campeão dos pesos-pesados.

No time azul, o clima era de enterro. Wanderlei Silva se mostrou muito decepcionado com a derrota do pupilo.

– Acho que ele se abalou um pouco com a cara de mau do Sarafian. Eu falei, “Isso é tudo caô”, mas ele é gurizão. Ele sofreu um chute no começo que machucou muito o pé dele, e aí ja mudou o jogo todo. Fiquei p… O cara é bom, forte, tem que meter a porrada! Parecia que tinha morrido alguém da família, estou triste – admitiu o “Cachorro Louco”.

Um dos treinadores do time de Wanderlei, Rafael Cordeiro, foi brutalmente sincero em sua crítica.

– Não lutou bem. Não vou ficar tapando sol na peneira, foi uma m… a luta. Tem que mudar isso aí lá dentro do octógono, tem que reverter. O próximo tem que entrar para matar ou morrer – disparou Cordeiro.

Forte chorou.

– Meu grupo sentiu bastante, meus técnicos, o próprio Wanderlei, eles botaram uma fé enorme, vinham colocando até demais – disse o peso-médio, desolado.

O time azul ainda teve a oportunidade de bater papo com Cigano dentro da casa. O campeão dos pesos-pesados deu uma dica preciosa para Forte.

– Você não pode ficar parado. Isso é muito importante, ainda mais para mim. Você tem que dar uma movidinha, para ele ter que pensar de novo. Isso já muda a luta – sugeriu Cigano.

Envolvido numa campanha contra a dengue na Bahia, o lutador levou a equipe para procurar focos do mosquito pela casa. O time verde, por sua vez, comemorou comendo sushi.

(Fonte: globoesporte.globo.com )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s